Transição de Carreira: 7 dicas para mudar de profissão

Quando chega domingo à noite, o que você costuma pensar? Que já é segunda-feira e mais uma semana de tortura se inicia ou que mais uma semana cheia de oportunidades está começando?

Se você pensou na primeira opção, talvez este seja o momento de você pensar em uma transição de carreira, isto é, buscar novas formas de ganhar dinheiro e realizar-se profissionalmente.

E se você acha que está sozinho nessa, saiba que nove a cada dez brasileiros estão insatisfeitos com seus trabalhos. Ou seja, o desejo de mudar de profissão é geral.

Então, para deixar de sofrer todos os domingos à noite e desenvolver uma carreira de sucesso, continue a leitura.

Vamos listar 7 dicas para quem quer fazer uma transição de carreira bem-sucedida!

mudança de profissão

#1 Entenda o porquê de mudar de carreira

A primeira pergunta que você deve se fazer antes de pensar em uma transição de carreira é: por quê?

Afinal, muitas vezes, não estamos descontentes com nossas carreiras, mas sim com a falta de oportunidades em uma determinada empresa ou mesmo a estagnação em um cargo específico.

Nesse sentido, é fundamental que você faça uma autoanálise e entenda quais são os motivos que estão levando você a pensar em mudar de profissão.

Se você não se identifica mais com a sua atividade atual, este é um bom pretexto para mudar de carreira.

Mas, se o problema que você enfrenta hoje puder ser mudado com um novo foco, a mudança de empresa ou mesmo de cargo, talvez não seja o caso de partir para uma transição de carreira logo de cara.

#2 Descubra o que te motiva

Depois de ter feito a autoanálise e concluído que você quer mesmo mudar de profissão, o próximo passo é descobrir o que te motiva atualmente.

Quais são as atividades e conhecimentos que fazem com que seus olhos brilhem?

Vale lembrar que até mesmo hobbies podem se transformar em boas formas de ganhar dinheiro. Por isso, não se limite.

Faça uma lista de tudo o que prende a sua atenção e que você faria por amor, não propriamente por dinheiro.

Um bom exercício é pensar da seguinte maneira: “se eu ganhasse na loteria e nunca mais tivesse que trabalhar, o que eu faria?”.

Esta é uma pergunta excelente para entender o que realmente te faz levantar na segunda-feira pela manhã com a motivação em alta.

#3 Identifique suas habilidades

O terceiro passo para fazer uma transição de carreira da qual você não vai se arrepender é entender quais são suas habilidades.

Tendo total consciência do que você sabe fazer muito bem, fica mais fácil identificar quais habilidades você ainda precisa desenvolver para mudar de profissão e se dar bem.

Esse autoconhecimento também é fundamental para quem está pensando em abrir um negócio próprio.

Isso porque ele ajuda a orientar suas decisões e encontrar uma atividade que tenha afinidade com seus talentos.

Além disso, ao conhecer suas potencialidades, fica mais fácil identificar como elas podem ser úteis às outras pessoas, o que facilita na hora de atrair clientes para o seu novo negócio.

#4 Crie um plano de ação

Agora que você já sabe que quer mudar de profissão, tem consciência do que realmente te motiva e quais são suas habilidades, o próximo passo é criar um plano de ação para a sua transição de carreira.

Esse plano envolve definir objetivos, metas e prazos para que ela aconteça.

Por exemplo, se você vai precisar ficar um tempo sem trabalhar para estruturar sua nova atuação, precisa economizar dinheiro para passar esse período sem se preocupar com as contas chegando.

Considere no seu plano de ação também a necessidade de cursos ou aprimoramento de talentos para que você tenha sucesso na sua nova fase.

Listar tudo o que você precisa fazer ajuda a classificar por ordem de importância e ir vencendo um desafio de cada vez.

#5 Atualize seu currículo e seu networking

Fazer uma transição de carreira exige que você atualize seu currículo — e suas redes sociais — informando seus novos objetivos profissionais.

Deixe claro o que você está buscando ou oferecendo (no caso de estar empreendendo em um negócio próprio).

Ter aliados nessa nova jornada pode ser bastante benéfico, portanto, lembre-se de acionar seu networking.

Converse com pessoas próximas e conte o que está fazendo. Além disso, conecte-se com novos profissionais, mais alinhados à sua nova proposta profissional.

Caso esteja em busca de um emprego formal, vale a pena seguir as empresas do seu interesse e procurar entender o perfil profissional que elas estão buscando.

Desse modo, você pode adaptar seu currículo e também buscar conexões que sejam próximas dessas organizações.

#6 Busque uma mentoria de carreira

Se, apesar de tudo, você ainda tiver alguma dúvida ou insegurança com relação à sua transição de carreira, vale a pena buscar uma mentoria de carreira.

Ou seja, um profissional especializado em ajudar outras pessoas a mudar os rumos da profissão.

Em uma mentoria de carreira, você pode aprender a identificar seus talentos e habilidades, descobrir nichos de mercado nos quais pode atuar e como começar a fazer essa mudança na sua vida.

O papel do mentor é remover obstáculos, compartilhando conhecimento e experiência.

Além de ferramentas de desenvolvimento pessoal, também.

#7 Aja com confiança

A transição de carreira pode gerar insegurança e isso pode transparecer em alguns momentos.

Mas isso é perfeitamente natural.

O que você deve fazer é ter certeza do seu novo caminho e construir as bases para que ele seja trilhado com mais segurança. Isto é, seguir as dicas anteriores.

Quando você tem certeza do que quer e faz o que precisa ser feito, não há porque temer.

Os resultados virão mais cedo do que você imagina.

Agora que você já tem o passo a passo para fazer uma transição de carreira de forma segura, que tal saber quais são as áreas mais indicadas para se especializar em 2021?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *