Importância das soft skills no mercado de trabalho

Mais do que fonte de temas para projeto integrador, a exigência pelas soft skills tem crescido cada dia mais.

Afinal, um bom time não é composto apenas de pessoas extremamente técnicas, mas daquelas capazes de usar essas habilidades para o crescimento geral, sendo desenvolvidas desde a faculdade.

Afinal, só quem já entregou um trabalho de projeto integrador pronto, no prazo, em equipe e com qualidade, sabe o que é precisar de soft skills.

Entenda melhor o que são e quais são as mais valorizadas no mercado de trabalho – além de úteis na vida pessoal.

O que são soft skills

Soft skills são habilidades e atitudes que ajudam a executar o papel principal em uma empresa, estando mais relacionadas com as capacidades apreendidas ao longo dos anos que habilidades técnicas.

Elas são fundamentais para todos os perfis de trabalho, principalmente quando demanda grande necessidade de concentração, criatividade, trabalho em equipe, resiliência e transformação.

Isso porque elas funcionam como uma liga, que mantém todas as peças juntas e trabalhando adequadamente. 

Quais são as principais

Existem algumas que são muito úteis em todos os tipos de cargos e organizações, como por exemplo, a capacidade de se relacionar bem com as pessoas (habilidade interpessoal).

Mas há uma grande quantidade de soft skills, sendo algumas mais adequadas a umas tarefas e atividades que outras.

Veja quais são as mais requisitadas, de forma geral, no meio corporativo.

Boa comunicação escrita e verbal

Saber se comunicar corretamente é fundamental para o bom desempenho no trabalho, seja ele online ou presencial.

O falar cordial, focado na solução, de forma que todos possam entender, ajuda a passar a mensagem com mais precisão.

Da mesma forma, a comunicação escrita é essencial, sendo um fator-chave principalmente nos times remotos.

Por exemplo, saber escrever um bom texto argumentativo, pode aumentar suas chances de vendas ou solução de problemas.

Não se trata apenas de fazer uma boa introdução, desenvolvimento e conclusão, mas sim de entender como o outro irá receber melhor a mensagem, o que entra na próxima soft skill.

Empatia

Ter empatia é se colocar no lugar do outro e procurar entender quais são os sentimentos, pensamentos e razões para a ação, em determinada circunstância.

Além disso, é também uma forma de conseguir perceber nuances antes desconhecidas, olhando pela ótica do outro, ao invés de tentar defender apenas a sua concepção de verdade.

A empatia leva ao crescimento, a trocas ricas e novos olhares sobre processos, produtos e relações, levando mais sucesso a quem consegue desenvolver essa soft skill – consequentemente para a organização onde ela trabalha.

Resiliência

Por mais organizada e produtiva que uma empresa seja, sempre há a possibilidade de aparecerem situações problema ou desafios mais complexos.

Para quem tem uma boa estrutura emocional, fica mais fácil lidar com as adversidades no caminho, adaptando e encontrando soluções, de cabeça fria.

A resiliência é essa capacidade de se manter tranquilo, caminhando e encontrando novos caminhos, em frente ao desconhecido e desafiador.

Ela é o diferencial entre o sucesso e a problematização de uma situação.

Organização

Na empresa, organização é tão importante que faz parte da estratégia, um dos focos do planejamento.

Em se tratando se comportamento, ela é uma ferramenta fundamental para o sucesso de atividades complexas e trabalho em equipe.

Até mesmo na faculdade, essa skill ajuda muito, como na entrega de um TCC em equipe, para fazer um projeto integrador acadêmico, no desenvolvimento da estrutura e ao elaborar um plano de ação e muitos outros exemplos.

Flexibilidade

Ter a capacidade de seguir um determinado modelo é importante, mas a flexibilidade para se adaptar a vários formatos e situações que possam acontecer, também.

A rigidez leva ao engessamento da ação, bem como à diminuição da capacidade de inovar, ter novos olhares e criar algo diferente.

Criatividade

Trazer novos olhares, unir ideias diferentes, dando origem a algo surpreendente, transformar palavras, materiais e ideias em produtos e serviços – tudo isso está ligado à criatividade. 

É preciso afiar a criatividade para desenvolver novas ideias para montar diferentes tipos de projeto, produto ou soluções.

Uma pessoa com essa soft skill pode ser a diferença entre fazer tudo da mesma forma e a tão esperada inovação na organização.

Esses são apenas alguns exemplos de soft skills e como elas podem ser úteis no mercado de trabalho e até estudantil. Se lembra de mais alguma? Então deixe nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.