Cuidador de idosos: Veja como está o mercado de trabalho

Nos últimos anos o envelhecimento da população brasileira vem crescendo, e por consequência disso a profissão de cuidador de idosos também vem em ascensão.

De acordo com pesquisas entre os anos de 2007 e 2017, existiu  um crescimento de quase 550% no número de profissionais desta área dentro do mercado, saltando de quase 5.263 para  mais de 34.051 cuidadores de idosos.

E, segundo os dados da Relação Anual de Informações Sociais, divulgados pelo Ministério do Trabalho, apontaram que esta profissão ultrapassou a profissão de professor de educação infantil, que hoje em dia  se encontra em segundo lugar.

E o mercado para esta população ainda não saturou, já que a cada ano cresce o número de idosos no Brasil.

E conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, até meados de 2050, o Brasil terá uma população de 40 milhões de pessoas acima de 60 anos.

Se cresce a oportunidade de emprego, por outro lado, vai crescer as exigências do mercado em relação ao perfil profissional do cuidador de idosos, que, além de amor, empatia, paciência e muita dedicação, precisa ter em seu currículo, as habilidades e as técnicas que somente um curso de Cuidador de Idosos pode lhe dar.

Sabemos que a humanização é um requisito muito indispensável, porém, existe a necessidade de algumas habilidades que somente a qualificação poderá lhe oferecer, como conhecimentos básicos da saúde.

Todo cuidador deve conhecer os sinais vitais e sempre deve estar em alerta para qualquer sinal de mal-estar do idoso, deve saber administrar as medicações e ter extrema atenção para evitar e prevenir os acidentes.

Neste artigo abordaremos sobre a demanda do cuidador de idosos no mercado brasileiro.

Vamos lá?

Cuidador de idosos: Veja como está o mercado de trabalho
Cuidador de idosos

Perfil profissional do cuidador de idosos

O profissional desta área tem o dever de acompanhar o idoso em todas as suas atividades diárias, além de auxiliar nos cuidados de higiene, de estimular as atividades ocupacionais e as de lazer, além de zelar pela sua autonomia do idoso e de melhorar a sua qualidade de vida.

E para isso, precisa sempre de uma pessoa extremamente comprometida com o trabalho, que fará tudo ao alcance.

Segundo a grade curricular do curso de cuidador de idosos online do Certificado Cursos Online, o profissional deve aprender a supervisionar e administrar a medicação corretamente, seguindo a prescrição médica; deve saber cuidar do cardápio do café da manhã, almoço, café da tarde e jantar; entender sobre os problemas de saúde do idoso, entre outros assuntos de grande importância.

Além da rotina, o cuidador sempre deve ser atualizado sobre todos os melhores meios de atender o idoso.

Mercado e oportunidades

Além do mercado doméstico, que representa a maior parte da demanda desta profissão, o profissional cuidador de idosos é muito requisitado por hospitais, asilos, casas de repouso e clínicas especializadas em atendimento ao idosos.

O ganho médio nessas áreas é de R$ 1.209,22, para uma jornada de trabalho de 41 horas semanais, porém, existem variações conforme o nível de exigência do mercado sobre a qualificação desse profissional, que poderá variar de um salário mínimo até R$ 1.827,40.

Custo X Salário

Os cursos para as pessoas que desejam entrar na área de cuidadores vão durar em média de 9 a 12 meses e terão o custo nas casas dos  R$ 200 à R$ 400, esse será preço e a carga horária para cursos presenciais.

O investimento no curso presencial representa entre quase três meses do salário desse profissional.

Em média os cuidadores vão receber entre R$ 1.000 e R$ 1.400, dependendo do estado, do seu nível de qualificação e sobre qual será o regime de trabalho.

Os cuidadores que trabalham à noite, o pagamento mensal ficará entre R$ 1.800 à R$ 4.500.

E conforme o número de idosos vem aumentando, a média salarial também sofrerá um aumento, pois a demanda do mercado ficará grande e somente os mais capacitados conseguirão trabalho.

E além do setor particular, a oferta de vagas também vai crescer no setor público, como, por exemplo os ambulatórios e hospitais.

Com o número de idosos cada vez maior, a tendência é que prefeituras e estados criem centros e unidades para esse público.

Após ler sobre cuidador de idosos, entenda a demanda deste mercado, você ficou com alguma dúvida?

Se você gostou do nosso artigo, comente aqui embaixo sobre essas dicas e mande os resultados logo a seguir. E se quiser compartilhe essas dicas com os seus amigos e amigas.

Deixe um comentário