Como ter flexibilidade no trabalho

Como ter flexibilidade no trabalho confira as dicas de como obter vantagens com seu patrão ou empresa?

Aprenda as dicas Com a Revolução Industrial, os trabalhadores passaram ser micro especialistas em suas áreas, cada um tinha uma função e sabia executar apenas a sua função, sem se preocupar, entender, ou querer aprender a função do colega de trabalho.

O entendimento era micro, não enxergava a companhia como um todo, não havia essa preocupação.

Com o passar dos anos, a modernização, a evolução do trabalho, que deixou de ser tão manual, as exigências passaram a ser diferentes, os trabalhadores começaram a entender o processo como um todo, a entender como saia o produto final de uma empresa, ou como era a finalização de um serviço.

flexibilidade no trabalho
flexibilidade no trabalho

Passou-se a enxergar o macro, o negócio em si, em saber qual parte da engrenagem você era participava, de onde vinha e para aonde ia após passar para você.

O que é ser flexível?

Os trabalhadores conheceram então a palavra flexibilidade, e ela passou a ser exigida pelos empregadores.

Ter flexibilidade no trabalho é atender mais do que a sua demanda, é saber e se ocupar de outras partes da empresa, para o cliente final não interessa quem executou a tarefa, interessa que o seu pedido foi atendido com sucesso, e a empresa percebeu ser seu nome que estava em jogo, a função deve ser cumprida, sem ter a necessidade de ser funcionário x, y ou z quem teve a responsabilidade.

Portanto, aumentamos a nossa visão de negócio, é da natureza do ser humano ser curioso, e isso passou a ser visto com bons olhos pelo empregador, uma funcionário que tenha mais de uma habilidade, flexível quanto as suas funções, que está pronto para ajudar.

Em tempos de crise, essa flexibilidade é ainda mais exigente, infelizmente, muitas pessoas foram demitidas, e os funcionários que restaram foram aqueles capazes de cumprir funções de 2 a 3 trabalhadores.

Altos executivos foram trocados por jovens, que se responsabilizaram a assumir áreas ou tarefas que não eram competentes ao cargo anteriormente.

As empresas passaram a procurar funcionários com esse perfil de flexibilidade, interessados no processo como um todo e com flexibilidade para assumir uma nova área, sempre pronto para encarar o desafio.

Mas tenha em mente, seja flexível, mas saiba os seus objetivos para não perder o rumo da sua carreira, é preciso dosar.

1 – Esteja sempre atento ao seu redor; não se feche na sua área, na sua função, entende a empresa como um todo, tente participar dos processos, acompanhe um pedido, ou o atendimento de um serviço do começo ao fim, assim você entenderá todas as partes de um todo.

2 – Peça ajuda, seja humilde; não se preocupe em pedir ajuda, isso também, é ser flexível, assumir uma falha, um desconhecimento, pergunte, informe-se.

3 – Informe-se sempre; se a empresa altera um processo, tente entender qual é o novo rumo, independe dele estar dentro da sua área ou da sua função, como já dissemos, é importante conhecer todos os processos da empresa, portanto, esteja sempre por dentro dos novos lançamentos, das mudanças de processos.

A flexibilidade no trabalho é a palavra da vez, principalmente, como já comentamos em tempos de crise, fique atento, veja se tem oportunidades ao seu redor.

Mas saiba dosar, não assuma mais funções, ou responsabilidades das quais você ainda não tem competência para assumir, seja sincero com o seu superior, e principalmente, seja sincero com você mesmo a esse respeito.

Deixe um comentário