Como elaborar um currículo simples e perfeito

Nesse artigo vamos te dar algumas dicas de como fazer montar um currículo bonito e organizado, que chame a atenção (positivamente) de qualquer empregador.

Seja um currículo impresso ou mesmo digital, é importante saber o que e como colocar.

Alguns detalhes fazem toda a diferença e podem realmente aumentar suas chances de conquistar sua tão sonhada vaga de emprego.

A importância de um bom currículo

Saber fazer um bom currículo é indispensável para quem quer se destacar em um processo seletivo.

Não importa se você está em busca do primeiro emprego ou de uma recolocação profissional, você precisa exibir no seu currículo os pontos mais importantes da sua experiência profissional.

E o melhor: de maneira clara, organizada e atraente.

Pode parecer exagero, mas tudo começa pela entrega do currículo!

Há alguns anos, era comum os candidatos comprarem em papelarias “folhas para currículo”, para serem preenchidas a mão.

Isso pode até ter funcionado em alguma época, mas hoje seria impensável!

Da mesma forma, um currículo impresso com erros, excesso de textos e mau formatado pode desagradar o selecionador e reduzir suas chances de conseguir a vaga.

O grande segredo: simplicidade e organização

Se você pensou que um currículo atraente é aquele colorido, cheio de detalhes e enfeites, saiba que não é bem por aí!

Em um processo seletivo com centenas de currículos para serem analisados, o recrutador quer ler aqueles bem organizados e diretos.

As informações mais importantes devem estar mais destacadas, de maneira clara e organizada.

Imagem de Tobias Herrmann por Pixabay

Nada de textos gigantes explicando o porquê e você serve para a empresa, ou contando a história da sua vida!

Detalhamos a seguir os pontos mais importantes a serem citados em um currículo objetivo:

1- Dados pessoais no cabeçalho

É importante começar seu documento com seus dados pessoais, assim o recrutador terá facilidade para identificar e entrar em contato com você.

Importante: muitas pessoas costumam colocar números de documentos.

Isso não é necessário e nem interessante! Lembre-se: você precisa citar o que importa, de maneira clara e objetiva.

Você pode começar com:

  • Nome completo (se for muito grande, apenas o primeiro e último nome);
  • Nacionalidade, estado civil e idade;
  • Endereço, Cidade (Estado) e CEP;
  • Telefones (DDD+número) e E-mail 

Sobre o e-mail, informe um e-mail pessoal “sério” (nada parecido com “htinha1999@exemplo.com” e sim algo como “seunomecompleto@exemplo.com”).

2- Objetivo Profissional

Nessa seção, informe de maneira objetiva os motivos de você buscar um emprego naquela empresa.

Cite nesse pequeno texto o cargo (ou setor) para o qual você busca uma vaga. Alguns exemplos: “auxiliar administrativo”, “jovem aprendiz”, “estagiário de marketing”. 

3- Resumo

Faça um rápido resumo da sua vida profissional e estudantil. Destaque suas experiências, empresas e setores onde trabalhou e habilidades extras.

Evite citar adjetivos pessoais como “sou proativo” ou “sou confiável”. Tente destacar suas qualidades, mostrando suas evoluções na carreira ou nos estudos.

4- Experiência profissional

A ideia aqui é listar suas experiências profissionais de maneira direta e organizada, começando pelas mais recentes.

Um exemplo para você se organizar na sua lista:

NOME DA EMPRESA + breve descrição (segmento, porte, nacionalidade);

Cargo (data de início até data de saída) 

Principais atividades exercidas 

5- Formação acadêmica

Dependendo do seu nível e das suas experiências, você pode chamar essa seção de “Estudos”, para listar os cursos e especializações que você já fez.

Se você tiver muitos cursos, entre faculdades e cursos complementares, vale a pena destacar esse último em um novo item do currículo.

6- Conhecimentos

Só inicie essa seção se você tiver muitos conhecimentos específicos e relacionados ao cargo a que você está concorrendo. Por exemplo: Photoshop, Corel Draw, AutoCad, etc.

7- Informações Complementares

Você pode colocar aqui outras informações interessantes e relacionadas ao cargo que você está concorrendo, por exemplo “Disponibilidade para viagens” ou então “Carteira de Habilitação AB”.

O que os recrutadores mais olham no currículo? 

Na maioria das vezes, eles olham primeiro as áreas “Objetivo Profissional”, para saber o setor ou cargo que o candidato deseja ocupar, “Resumo”, pois é onde ele analisa de maneira rápida quem é esse profissional e em seguida as experiências profissionais, analisando se as experiências exercidas anteriormente se enquadram nas exigidas pela vaga.

Como melhorar o currículo (e ter mais chances de conseguir a vaga)

Não dá pra negar: os melhores candidatos são aqueles com mais experiências.

Isso vale não apenas para experiências profissionais, mas também para cursos e formações acadêmicas.

Em muitos casos, um candidato inexperiente profissionalmente se torna bastante interessante para o cargo devido aos seus conhecimentos e cursos na área.

Dessa forma, se você quer aumentar suas chances e ter um currículo com mais peso, a dica é ter o que mostrar no currículo.

Faça cursos, especialmente voltados para a área onde deseja trabalhar. Aposte tanto em cursos presenciais quanto em cursos online profissionalizantes.

Por exemplo: se você vai concorrer a uma vaga para Atendente de Farmácia, se não tiver cursos na área, dificilmente você será selecionado(a).

Bom, é isso. Espero que você tenha gostado das dicas e que elas te ajudem a elaborar um currículo mais simples, direto e organizado, mostrando suas competências e experiências de maneira objetiva.

É isso o que agrada a maioria dos recrutadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *